Miguel Angel Lopez pode ficar livre para voltar ao esporte, promotora pede a retirada das acusações na operação Ilex

O Ministério Público espanhol interpreta que, apesar das supostas evidências da Guarda Civil que parecem testemunhar o contrário, Miguel Ángel López não cometeu nenhum crime. O relatório da promotora Sonia Castañeda Redondo é muito diferente daquele da Unidade Operativa Central (UCO).

Ela, como relata o site espanhol Ciclo21, não acredita que López tenha cometido qualquer infração. Em seu relatório de 3 de dezembro de 2023, a promotora Castañeda se concentra em três das oito pessoas investigadas: Vicente Belda García, ex-diretor esportivo da Astana; e o casal Ángel Vázquez e Luis Vicente Otín.

Menotropina foi encontrada com o grupo

A Menotropina, comercialmente conhecida como HMG-Lepori, é o elemento comum entre eles, já que foi encontrada com eles e posteriormente enviada por diferentes rotas. Dr. Marcos Maynar, a figura central das investigações, segundo a UCO, nunca o prescreveu diretamente, buscando complicar sua identificação ao eliminar a marca comercial nos envios. Uma das principais divergências reside na interpretação da Menotropina.

girodociclismo.com.br promotora pede a retira das acusacoes contra miguel angel lopez na operacao ilex image
Vicente Belda

Promotora diverge da Guarda Civil

Enquanto a promotora considera que é uma droga legalmente autorizada, a Guarda Civil sustenta que foi utilizada para fins de doping, violando as normas antidopagem da Agência Mundial Antidoping (WADA), causando danos físicos a López.

Além disso, ainda de acordo com as informações do Ciclo 21, a aplicabilidade do artigo 362 do Código Penal é questionada pela promotora, alegando que é um crime de resultado que exige o risco à vida ou à saúde do atleta, critério não compartilhado pela Guarda Civil.

A divergência é acentuada pelo fato de que Maynar planejou a participação de Miguel Ángel López no Giro d’Italia 2022, incluindo as injeções, e enviou os frascos de Menotropina para Belda García, que sofreu consequências adversas após sua administração durante a corrida.

girodociclismo.com.br promotora pede a retira das acusacoes contra miguel angel lopez na operacao ilex image 1
Dr. Marcos Maynar

Promotora pede o arquivamento das acusações

Apesar dessas evidências, a promotora Castañeda solicita o arquivamento provisório das três pessoas investigadas mencionadas, alegando falta de indicações racionais de criminalidade. Isso gera incerteza sobre o futuro do caso, já que se espera a posição do Ministério Público sobre os outros investigados.

O futuro judicial de Maynar, Bartolomé, Belda Vicedo, Bernal e Pereira, e a possível acusação da UCI contra “Superman” López, estão pendentes das decisões tomadas pela promotora após avaliar as evidências apresentadas.

A incerteza persiste e o novo juiz designado para o caso terá que determinar a direção do processo judicial em andamento. Enquanto isso, a UCI está observando de perto para decidir se as evidências apoiam as alegações de práticas de doping contra López, com possíveis sanções de até quatro anos ou absolvição final.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.